Contactos

SOSFisio - Equipamentos para fisioterapia e estética

  • Pessoa de contato: Lilian
  • Telefone: +55 (37) 3213-29-13
  • +55 (11) 98336-68-78
  • Endereço postal: R. Paraíba,488, Divinópolis, Minas Gerais, 35500-016, Brasil

Renovações do site
Physiotonus Slim - Corrente Russa, Eletrolipólise, TENS e FES, foto 1
  • Physiotonus Slim - Corrente Russa, Eletrolipólise, TENS e FES, foto 2
  • Physiotonus Slim - Corrente Russa, Eletrolipólise, TENS e FES, foto 3
  • Physiotonus Slim - Corrente Russa, Eletrolipólise, TENS e FES, foto 4

Physiotonus Slim - Corrente Russa, Eletrolipólise, TENS e FES

O Physiotonus Slim é um aparelho moderno de fisioterapia corporal que utiliza a eletroestimulação de corrente russa
indisponível
Preço a confirmar
Enviar uma pergunta
Informação de contato
  • Pessoa de contato: Lilian
  • Telefone: +55 (37) 3213-29-13
  • +55 (11) 98336-68-78
  • Endereço postal: R. Paraíba,488, Divinópolis, Minas Gerais, 35500-016, Brasil
Descrição detalhada de um produto

Multi-correntes:

O Physiotonus Slim é um aparelho moderno de fisioterapia corporal que utiliza a eletroestimulação de corrente russa de média freqüência, e de baixa frequência com TENS, FES e Eletrolipólise com tecnologia microprocessada que garante uma grande exatidão dos parâmetros da estimulação e, consequentemente, alta eficiência no tratamento.
O equipamento produz uma corrente russa de média freqüência de 2.500 a 4000Hz, despolarizada, alternada, interrompida e seletiva. Consiste na aplicação e estimulação elétrica dos músculos através de eletrodos colocados, sobre a superfície corporal, em pontos determinados, para produzir contrações musculares isotônicas e isométricas, e estímulo ao sistema linfático.

Nas correntes de TENS (estimulação elétrica transcutânea) e FES (estimulação elétrica funcional), o operador decide todos os ajustes a serem utilizados como a freqüência, largura de pulso, tempo On, tempo Off, subida e descida da rampa a ser utilizada no tratamento. O tratamento do TENS é indicado alívio de dores pós-cirúrgicas, articulares e musculares e o FES para reabilitação funcional.

A Eletrolipólise utiliza uma corrente de baixa frequência para melhora do tecido adiposo e tratamento de celulite.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:

  • Equipamento para fisioterapia microprocessado com comutação automática de voltagem (110 / 220 V).

  • Corrente Russa nos modos Recíproco e Seqüencial


Temporizador (o mesmo para o modo Sincrônico e Contínuo): de 01 a 60 minutos
Largura de pulso (o mesmo para o modo Sincrônico e Contínuo): 400?s / 250?s
Freqüência de saída (o mesmo para o modo Sincrônico e Contínuo): 2500Hz / 4000Hz
Freqüência de modulação (o mesmo para o modo Sincrônico e Contínuo): 10 a 100Hz
Porcentagem de modulação (o mesmo para o modo Sincrônico e Contínuo): 10,20,30,40,50%
Faixa de amplitude (máx.) (o mesmo para o modo Sincrônico e Contínuo): 100mA
On time: variável de 01 a 10 segundos
Off time: não aplicável
Rise time: variável de 01 a 10 segundos
Decay time: variável de 01 a 10 segundos
2. Corrente Russa no modo Sincrônico

On time: variável de 01 a 10 segundos
Off time: variável de 01 a 10 segundos
Rise time: variável de 01 a 10 segundos
Decay time: variável de 01 a 10 segundos
3. Corrente Russa no modo Contínuo

On time: sempre ligado
4. FES

Temporizador: de 01 a 60 minutos
Largura de pulso: 100 a 500?s
Freqüência de modulação: 10 a 500Hz
Faixa de amplitude (máx.): 50mA
On time: variável de 01 a 10 segundos
Off time: variável de 01 a 10 segundos
Rise time: variável de 01 a 10 segundos
Decay time: variável de 01 a 10 segundos
5. TENS Normal

Temporizador: de 01 a 60 minutos
Largura de pulso: 100 a 500?s
Freqüência de modulação: 10 a 500Hz
Faixa de amplitude (máx.): 50mA
6. TENS Burst

Freqüência de modulação: 150Hz
Modulação: 7 pulsos modulados em 2Hz
7. Eletrolipólise

Freqüência de modulação: 5 a 500Hz
Faixa de amplitude (máx.): 20mA
– Canais de saída: 08 canais independentes em amplitude

  • Dimensões (cm): 38 x 33 x 15 (L x P x A)

  • Peso (aproximado s/ acessórios): 6,3kg


INDICAÇÕES:

Estimulação e/ou fortalecimento em condições patológicas
Fortalecimento no esporte de alto nível
Estética: evitar flacidez em abdômen, glúteos e membros inferiores; tonifica e fortalece músculos no pós-parto, pós-emagrecimento, estímulo do sistema linfático.

FES – INDICAÇÕES

Facilitação Neuromuscular
Fortalecimento muscular
Ganhar ou manter a amplitude de movimento articular
Combater contraturas e tecidos moles
Controlar a Espasticidade
Para uso como uma Órtese
Lesão medular (Paraplegias/paraparesias)
Esclerose múltipla / Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA)
Hipotrofia por desuso
Hemiplegia
Paralisia cerebral
TENS – INDICAÇÕES

Dor aguda: uma das aplicações de maior sucesso da Tens é para o controle da dor pós-operatória. Inúmeras experiências foram realizadas com enorme sucesso.
A) Pós-traumática: cotovelo de tenista, entorses ligamentares do joelho, contusões do ombro, entorses do cotovelo, entorses lombares, tendinites, contusões de costelas, lesões do manguito rotador, entorse de tornozelo, etc.
B) Dor incisional aguda: Procedimentos abdominais como: colicistectomia, laparotomia, toracotomia.
ELETROLIPOFORESE – INDICAÇÕES

Adiposidade localizada
Fibroedema gelóide
Pós-lipoaspiração (complemento à cirurgia), ptose abdominal e das nádegas
Diminuição do perímetro em abdômen, coxas e quadril
Melhora circulatória local e da troficidade da pele
Cuidados e Contra-Indicações:

Não existe até hoje contra-indicação absoluta para o uso de correntes elétricas para estimulação muscular; porém, algumas precauções devem ser tomadas:

Marcapassos Cardíacos: pode haver interferências
Cardiopatas: podem apresentar reações adversas
Gestantes
Não Estimular Sobre os Seios Carotídeos: pode exacerbar reflexos vago-vagais
Estimular com Intensidades Reduzidas as Regiões do Pescoço e da Boca: para evitar espasmos dos músculos laríngeos e faríngeos
Fraturas Ósseas Recentes
Hemorragia Ativa
Flebite, Tromboflebite e Embolia
Processos Infecciosos
Câncer
Implantes Metálicos
Hipertensão arterial
Espasticidade (exceto para a técnica de inibição funcional)
Áreas de sensibilidade alterada
Lesões musculares tendinosas e ligamentares
Inflamações articulares em fase aguda
Fraturas não consolidadas
Miopatias que impeçam a contração muscular fisiológica
Infecções bacteriológicas
Varizes
Tromboflebites
Processo inflamatório agudo
Descompensação cardiorrespiratória
Predisposição a formação de trombos
Insuficiência cardíaca congestiva
Insuficiência renal crônica
Precauções:

Não contrair um músculo em excesso e de forma súbita para evitar uma lesão muscular
Acoplar corretamente as placas ou faixas condutoras com gel condutor. A pele deve ser previamente limpa na área onde serão colocados os eletrodos.
Verificar se as placas ou faixas condutoras estão bem posicionadas e fixadas
A colocação das placas ou faixas condutoras deverá ser realizada com o equipamento ligado, mas com as intensidades zeradas. Jamais manuseie as placas ou faixas condutoras durante a terapia se elas não estiverem com sua intensidade zerada
O uso indevido (tempo total da terapia/ T On/ T Off) pode causar fadiga muscular.
Portanto deve-se adequar os valores de tempo, de acordo com as característica físicas do paciente.
Exigir o máximo de contração muscular dentro do limite tolerável pelo paciente. Algumas pessoas se assustam facilmente com a possibilidade de receber um estímulo elétrico, mesmo que controlado, e solicitam que a intensidade fique sempre em limites muito baixos de contração muscular, o que não contribui para o tratamento.
Espasmos severos nos músculos da laringe e faringe podem vir a ocorrer se os eletrodos forem colocados muito próximos do pescoço. Estas contrações podem gerar dificuldades para a respiração
A duração do tratamento é de aproximadamente 20 sessões, podendo ser estendido sem nenhum problema, pois o mesmo não apresenta efeitos sistêmicos.
Normalmente as sessões para cada músculo ou grupo muscular são intervaladas.
Não ligue ou desligue totalmente o equipamento com os eletrodos conectados ao paciente
Use somente os eletrodos e cabos originais do equipamento. Eles foram testados e aprovados para uso
Preparação do cliente:

Posicione os eletrodos na cliente, utilizando gel sem qualquer princípio ativo, e depois de ajustados os parâmetros libere a intensidade nos canais.

Nota: segue adiante uma demonstração de todos os músculos para facilitar a colocação de eletrodos nos ventres musculares O modo Reciproc ® atua alternando a saída de corrente entre os canais 1-2-3-4 com os canais 5-6-7-8, ou seja, ora os canais do primeiro grupo atuam, ora os canais do segundo grupo atuam. Neste modo, On time é igual à Off Time e é possível trabalhar músculos agonistas e antagonistas.

Exemplos para Colocação de Eletrodos:

  • Canais 1 e 2 nos bíceps direito e esquerdo.

  • Canais 3 e 4 nos reto abdominais direito e esquerdo.

  • Canais 5 e 6 nos tríceps direito e esquerdo.

  • Canais 7 e 8 nos oblíquos direito e esquerdo.


  • Canais 1 e 2 nos reto abdominais direito e esquerdo.

  • Canais 3 e 4 nos reto femorais direito e esquerdo.

  • Canais 5 e 6 nos oblíquos direito e esquerdo.

  • Canais 7 e 8 nos abdutores ou adutores direito e esquerdo.



– Canais 1 e 2, ou mais se necessário, nos glúteos direito e esquerdo.

  • Canais 3 e 4 nos bíceps femorais direito e esquerdo.

Vale ressaltar que a colocação é feita de acordo com a avaliação realizada pelo profissional!

O modo Synchro (S) faz com que todos os canais atuem simultaneamente, obedecendo aos tempos estabelecidos em On Time e Off time.

Categoria do catálogo Negociol.com: Outros artigos para beleza e saúde em Minas Gerais
Criado: 29/03/11 05:21
Alterado: 09/12/15 15:51